Votação
Como avalia este projecto?
Achei excelente
Achei positivo
Não tem interesse
Os investimentos na indústria pecuária angolana

A sustentabilidade do gado nacional contribui para a melhoria da segurança alimentar e a redução da pobreza. Entretanto, o sector pecuário familiar no sul de Angola, conta com um significativo reforço com o financiamento de dez milhões de Euros, disponibilizados pela União Europeia (UE).

O financiamento contribuirá decisivamente e de modo mais sustentável para a fortificação do efectivo pecuário das províncias do Cunene, Namibe, Huíla, Benguela e Huambo, regiões beneficiarias do financiamento. O mesmo vai reforçar as estruturas do Estado angolano, designadamente os Serviços de Veterinária, o combate a fome, bem como o enquadramento das acções de criação de animais.

Dotar o país de uma estrutura de produção de vacinas contra a "NewCastle", principal doença avícola, assim como o apoio as comunidades rurais angolanas, constam igualmente dos objectivos do financiamento, Indicou.

O acto formal, de disponibilização do valor, aconteceu em Luanda, com a assinatura da Convenção de Financiamento ao Sector Pecuário Familiar no Sul de Angola entre o comissário para o Desenvolvimento e Ajuda Humanitária da UE, Louis Michel, e o vice-ministro da Agricultura e do Desenvolvimento Rural, Dário Daniel Katata, em representação do então titular do sector, Gilberto Buta Lutucuta.

No Huambo o Programa de Investimentos Públicos do Governo angolano, disponibilizou 47 milhões de kwanzas, para reanimar e desenvolver a actividade pecuária na região. O investimento do executivo local está direccionado para, garantir o desenvolvimento de um programa de inseminação artificial de bovinos, criação de clínicas veterinárias e para a campanha de vacinação.

Esta acção enquadra-se no programa de melhoramento da qualidade do gado bovino e garantia da sanidade do potencial animal da província. Para assegurar a protecção do efectivo animal da província, é necessário que se continue a desenvolver acções para o repovoamento pecuário da região, que neste momento conta com aproximadamente 80 mil bovinos.

PRODUÇÃO LEITEIRA NO KWANZA-SUL

Pesquisas feitas recentemente por técnicos da DNAPF indicam a produção de consideráveis quantidades de leite para a venda por criadores tradicionais. Em função da importância do leite na dieta da população e da estratégia de incremento da produção deste bem, a DNAPF irá implementar um projecto de identificação de comunidades rurais produtoras de leite de rendimento, a fim de serem auxiliadas na criação de campos com capim melhorado para a pastagem do gado bovino, principalmente.

As condições de pasto permitirão elevar a dieta nutritiva alimentar das vacas, bem como o seu rápido crescimento anatómico e a sua capacidade de produção de leite com maior qualidade e em melhores condições. Das comunidades rurais até agora identificadas, constatou-se que os criadores de gado do município do Porto-Amboim (Kwanza Sul) produzem não apenas leite para o seu auto-consumo, mas também para poderem comercializar e obterem rendimentos desta venda.

A INDUSTRIA DE CARNE NA HUÍLA

Um milhão e 800 mil dólares foram investidos na construção de uma fábrica de carne do grupo FADEQ, na província da Huíla. A mesma criou 40 postos de trabalho directo e possui um talho, matadouro, laboratório, sistema de embalagem e cinco câmaras frigoríficas para a conservação da carne. Actualmente tem capacidade de 30 tolenadas de carne por mês, que deverá ser aumentada para 120, dado o processo de ampliação ainda em curso, 80 por cento da carne processada no empreendimento é bovina e o restante é caprina e suína.

A FADEQ é responsável pela carne nacional consumida pelo grupo Sonangol, Forças Armadas Angolanas (FAA) e a Polícia Nacional nas províncias da Huíla, Namibe, Cunene e Kuando-kubango. Brevemente será instalado um sistema de aproveitamento de todos resíduos provenientes do matadouro, para rentabiliza-lo e, também, contribuir na preservação do sistema ecológico.

Esta é a terceira indústria de processamento de carne na Huíla. A primeira é a "Carnes Chela", seguindo-se do Matadouro da Lalula.


Jan 28
Fonte: Angop/JA

Cidadania | Sabia Que? | Dicas do Povo | Eu creio que! | Relax | Galeria de Imagens | Ponto de Encontro |