Votação
Como avalia este projecto?
Achei excelente
Achei positivo
Não tem interesse
SIAC: Um serviço que se impunha

Celeridade, rigor, cortesia e qualidade, é o lema do SIAC – Serviços Integrados da Administração do Cidadão, um novo modelo de prestação de serviços criado pelo governo de Angola, com vista modernizar a Administração pública.

Localizado no Talatona, Luanda Sul, o SIAC é Tutelado pelo Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS), e funciona como uma unidade intermediária entre o cidadão e as instituições públicas.

A instituição já aberta aos cidadãos, providencia de forma rápida e simplificada, documentos como o Bilhete de Identidade, Título de Propriedade, Carta de Condução e Certificado de Registo Criminal.

O organismo conta ainda com uma unidade de intermediação de mão-de-obra, que visa servir de elo de ligação entre empresas e candidatos a empregos. A referida unidade de intermediação contará ainda com páginas na Internet, para que as empresas que dispõe de vagas e que os candidatos que procuram por um posto de trabalho possam se contactar e satisfazer as suas pretensões.

A unidade vai ter uma acção pró-activa em relação aos candidatos, procurando orientá-los, em alguns casos, onde poderão obter o perfil formativo que mais facilmente lhes permite ser aceite no mercado do trabalho.

Funcionam igualmente no SIAC, dependências da EPAL e EDEL para cobranças do consumo e celebração de contratos de água e energia eléctrica, da ENSA, da TAAG e dos bancos do Africano do Investimento, de Poupança e Crédito, livraria, papelaria e lanchonete.

Vão ainda funcionar no local, núcleos do observatório do emprego e formação profissional e do centro nacional de formação de formadores.

O SIAC, inaugurado pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos, visa tornar a administração pública mais célere e próxima dos cidadãos, integrando num único espaço um conjunto de serviços de interesse, tais como a obtenção de documentos, informações e o encaminhamento de processos junto aos diversos órgãos do Estado.

A criação deste órgão se enquadra no programa de modernização da administração, que permite combinar soluções nos domínios dos serviços público administrativo, empresariais públicos e de empresas privadas, para que o cidadão economize tempo. O órgão permite igualmente, o aumento das receitas resultantes das cobranças por estar numa zona de média e alta de renda, com vários empreendimentos económicos, sociais, entre outros.


Sep 15
Fonte: Angola Acontece

Cidadania | Sabia Que? | Dicas do Povo | Eu creio que! | Relax | Galeria de Imagens | Ponto de Encontro |