Votação
Como avalia este projecto?
Achei excelente
Achei positivo
Não tem interesse
Urbanização do Camama

Trezentas moradias sociais de um lote de duas mil e 500 foram já construídas na zona da Camama, município do Kilamba Kiaxi, em Luanda, no âmbito do projecto de urbanização denominado Projecto Camama.

As primeiras casas erguidas poderão ser habitadas entre Fevereiro ou Março de 2008, visto que a rede de esgotos foi já executada em mais de 50 porcento. A urbanização compreende também áreas de lazer e sociais, como escolas, centros de saúde, estabelecimentos comerciais, campos desportivos, arruamentos, iluminação pública e redes técnicas.

O investimento, avaliado em 46 milhões de dólares, resultou de um financiamento do Banco de Poupança e Crédito (BPC) e de uma parceria entre a Emproe e a MKP, empresa da Malásia de construção civil. Deste valor o BPC financiou a Emproe em 50 porcento e a empresa MKP disponibilizou igualmente a outra metade.

O projecto Camama, iniciado em Novembro de 2005, visa contribuir para minorar o problema de escassez de habitação, bem como contribuir para o crescimento ordenado da cidade capital.

O responsável da Emproe deu a conhecer que a maior parte das residências serão comercializadas através do BPC imobiliário para garantir o retorno do investimento, mas acrescentou que uma parte das mesmas serão entregues ao governo para a sua gestão.

Estas habitações sociais comportam uma swite, casa de banho, dois quartos, uma sala, cozinha americana, garagem, erguidas sobre área que variam entre 500 e 600 metros quadrados. O projecto será extensivo as províncias do Uíge, Bengo e Kwanza Norte, com início previsto para o primeiro trimestre de 2008.

A par deste projecto, a empreiteira está a levar a cabo na circunscrição a execução de 300 outras residências para funcionários do secretariado do Conselho de Ministro, das quais cerca de 170 estão em fase de acabamento. De igual modo, a empresa tem em carteira a construção de uma clínica no projecto habitacional Nova Vida, a partir de Janeiro de 2008.

Esteve igualmente envolvida na construção de casas no complexo habitacional Zango, onde ergueu 500 moradias geminadas, uma escola de seis salas no projecto Nova Vida e de 20 outras do primeiro nível, afectas ao Fundo de Apoio Social (FAS).


Dec 03
Fonte: Angop

Cidadania | Sabia Que? | Dicas do Povo | Eu creio que! | Relax | Galeria de Imagens | Ponto de Encontro |